Os melhores e os piores mouses para arquitetos e designers

Quando você trabalha por longos períodos, sente dores no pulso? Percebe alguma dificuldade para clicar exatamente onde você quer e percebe uma certa imprecisão do mouse? Caso a resposta seja sim, é bom rever seu mouse.

Escolher o mouse certo é importante para ajudar no desenvolvimento de bons trabalhos. Do melhor para o pior, o {CURA} listou 5 mouses bons e ruins para ajudar estudantes, arquitetos e designers a melhorarem seu desempenho no trabalho.

A escolha foi feita a partir das experiências de trabalho da equipe e foi complementada pela observação dos mouses mais frequentes entre os alunos.

Foram observados os seguintes critérios: qualidade, ergonomia, precisão, leveza, produtividade e preço.

Também foram consideradas a estética do design e a presença do produto no ambiente profissional. Por esses motivos, mouses gamers foram deixados de lado.

OS 5 MELHORES | Do melhor ao menos bom

1. Logitech MX Master 3

Para quem quer o melhor mouse para arquitetos e designers, essa é a escolha certa. O investimento não é baixo, mas vale a pena. As condições de parcelamento na loja da empresa facilitam a compra.

Principais características:
Qualidade: Muito bem construído, resistente e leve;
Botões: Além dos dois tradicionais, scroll contínuo/silencioso e quatro botões laterais que podem ser personalizados de acordo com os softwares;
Ergonomia: Design ergonômico, apoia todos os dedos da mão, incluindo o dedão;
Precisão: Excelente, até 4000dpi ajuda muito no desempenho do trabalho;
Conexão: sem fio. Via bluetooth ou receptor Unifying;
Bateria: Alta durabilidade. Carregamento rápido via cabo USB-C. Não precisa se preocupar com pilhas;
Diferenciais: Tecnologia Flow, que permite a conexão em até três computadores simultaneamente;
Preço: R$339*-449 (março/2020)
* no site da Dell.

Link: https://www.logitechstore.com.br/mouse-sem-fio-logitech-mx-master-3-preto

2. Logitech MX Master 2

Antecessor do MX Master 3, esse modelo ainda pode ser encontrado em algumas lojas da internet. Apesar de não ter os aprimoramentos do sucessor, continua sendo um excelente mouse e, atualmente, um pouco mais barato.

Principais características:
Qualidade: Muito bem construído, resistente e leve;
Botões: Além dos dois tradicionais, scroll contínuo e quatro botões laterais que podem ser personalizados de acordo com os softwares, mas com menos possibilidades de configurações do que o MX Master 3;
Ergonomia: Design ergonômico, apoia todos os dedos da mão, incluindo o dedão;
Precisão: Excelente, até 4000dpi ajuda muito no desempenho do trabalho;
Conexão: sem fio. Via bluetooth ou receptor Unifying;
Bateria: Média durabilidade. Carregamento via cabo mini- usb. Não precisa se preocupar com pilhas;
Diferenciais: Tecnologia Flow, que permite a conexão em até três computadores simultaneamente;
Preço: R$369-399 (março/2020).

Link: https://www.logitechstore.com.br/mouses/mouses/mouse-sem-fio-logitech-mx-master-2s-preto

3. Logitech M585

Para quem estiver com o orçamento mais apertado, mas ainda quer investir em qualidade, uma boa alternativa é o M585. Apesar de não ser um dos tops de linha, é um bom produto.

Principais características:
Qualidade: Muito bem construído e leve;
Botões: Além dos dois tradicionais, scroll ultra-preciso e dois botões laterais que podem ser personalizados;
Ergonomia: Design ergonômico, mas não perfeito. Bom suporte para a palma da mão e os quatro dedos, ms deixa o polegar solto. Pode se adequar melhor para mãos pequenas;
Precisão: Boa, 1000dpi;
Conexão: Sem fio. Via bluetooth ou receptor Unifying;
Bateria: 1 pilha AA;
Diferenciais: Tecnologia Flow, que permite a conexão em até dois computadores simultaneamente;
Preço: R$160-189 (março/2020).

Link: https://www.logitechstore.com.br/mouses/mouses/mouse-sem-fio-bluetooth-logitech-m585-preto

4. Logitech M280

Para quem estiver com o orçamento realmente apertado e não vai ter muita escolha a não ser abrir mão da tecnologia dos produtos do topo da lista, o M280 pode ser a saída. Não é nenhuma revolução, mas não vai te deixar na mão.

Principais características:
Qualidade: Bem construído e leve;
Botões: Dois tradicionais e scroll comum;
Ergonomia: Suficiente, mas não perfeito. Bom suporte para a palma da mão e os quatro dedos, ms deixa o polegar solto. Pode se adequar melhor para mãos pequenas;
Precisão: Suficiente, 1000dpi;
Conexão: Sem fio. Receptor USB nano;
Bateria: 1 pilha AA;
Diferenciais: Apresenta opções variadas de cores;
Preço: R$59-89 (março/2020).

Link: https://www.logitechstore.com.br/mouses/mouses/mouse-sem-fio-logitech-m280?options=cart

5. Logitech M110

Caso o dinheiro esteja realmente curto, a saída pode ser o M110. O mouse clássico, com fio e qualidade aceitável.

Principais características:
Qualidade: Bem construído e leve;
Botões: Dois tradicionais e scroll comum;
Ergonomia: Longe de ser perfeito, mas não é ruim;
Precisão: Suficiente, 1000dpi;
Conexão: Com fio, conector USB;
Bateria: Não tem;
Diferenciais: Apresenta opções variadas de cores;
Preço: R$28-37 (março/2020).

Link: https://www.logitechstore.com.br/mouses/mouses/mouse-com-fio-logitech-m110?options=cart

OS 5 PIORES | Do pior mouse do mundo aos quase bons

1. Multilaser Classic (o pior mouse do mundo)

O Multilaser Classic é aquele famoso mouse pequeno, desconfortável e com uma luz vermelha desnecessária saindo de dentro dele. Independentemente da cor do corpo, seja preto, cinza ou rosa, é um dos piores mouses para realizar trabalhos de arquitetura e design.

Principais características:
Qualidade: Material frágil e tende a quebrar logo;
Botões: Dois tradicionais e scroll impreciso;
Ergonomia: Péssima. O mouse é muito pequeno, por isso, não dá suporte à mão como um todo, gerando esforço e desconforto nos dedos e no pulso;
Precisão: Muito ruim, 800dpi. A falta de precisão prejudica o desempenho do trabalho e cria esforço desnecessário no pulso;
Conexão: Com fio, conector USB;
Bateria: Não tem;
Diferenciais: Apresenta uma luz vermelha desnecessária;
Preço: R$7-15 (março/2020).

Link: https://www.multilaser.com.br/mouse-multilaser-classic-preto-ps2-sem-marca-mo030/p#tabCaracteristicas

2. Multilaser Sem Fio 2.4Ghz

O Multilaser Sem Fio 2.4Ghz tem até um aspecto melhor do que o Multilaser Classic, mas não tem um desempenho muito melhor do que o pior da lista. Apesar de ser um pouco melhor construído, não é nada adequado para o trabalho de arquitetos e designers.

Principais características:
Qualidade: Material frágil e tende a quebrar logo;
Botões: Dois tradicionais e scroll impreciso;
Ergonomia: Ruim. O mouse não dá suporte à mão como um todo, gerando esforço e desconforto nos dedos e no pulso;
Precisão: Péssima. Apesar dos 1000dpi seu sensor é ruim. A falta de precisão prejudica o desempenho do trabalho e cria esforço desnecessário no pulso;
Conexão: Sem fio, receptor USB;
Bateria: 2 pilhas AAA;
Diferenciais: Apresenta opções variadas de cores;
Preço: R$24-34 (março/2020).

Link: https://www.multilaser.com.br/mouse-multilaser-sem-fio-2-4ghzpreto-usb-mo212/p

3. HP X3000

Apesar da HP ser uma empresa renomada no campo das impressoras, não se pode dizer o mesmo na linha de mouses. O HP X3000 tem um aspecto profissional e até pode apresentar um desempenho satisfatório para trabalhos que não exijam precisão, como acessar o Google ou montar uma planilha de Excel, mas se for utilizado para tratar imagens no Photoshop pode criar problemas para o usuário.

Principais características:
Qualidade: Bem construído e resistente;
Botões: Dois tradicionais e scroll comum;
Ergonomia: Ruim. O mouse não dá suporte à mão como um todo, gerando esforço e desconforto nos dedos e no pulso;
Precisão: Ruim, apesar de se apresentar com 1000dpi. A falta de precisão prejudica o desempenho do trabalho e cria esforço desnecessário no pulso;
Conexão: Sem fio, receptor USB;
Bateria: 2 pilhas AA;
Diferenciais: Apresenta opções variadas de cores;
Preço: R$54-67 (março/2020).

Link: https://www8.hp.com/br/pt/ink-toner-and-accessories/product-details/5246564

4. Logitech MX Anywhere 2S

Esse é aquele tipo de mouse que teria de tudo para ser uma ótima opção: bonito, compacto, ergonômico e preciso. No entanto, acaba sendo uma grande decepção por um detalhe: o scroll, quando pressionado, não responde como um botão do meio. Ou seja, nada de pan no Autocad ou em qualquer outro software que arquitetos e designers utilizam.

Principais características:
Qualidade: Muito bem construído, resistente e leve;
Botões: Além dos dois tradicionais, dois botões laterais que podem ser personalizados e scroll contínuo, mas com aquela questão da resposta do botão não ser adequada para arquitetos e designers;
Ergonomia: Design ergonômico, apoia todos os dedos da mão, mas o dedão não fica muito bem acolhido;
Precisão: Excelente. até 4000dpi ajuda muito no desempenho do trabalho;
Conexão: sem fio. Via bluetooth ou receptor Unifying;
Bateria: Média durabilidade. Carregamento via cabo mini- usb. Não precisa se preocupar com pilhas;
Diferenciais: Tecnologia Flow, que permite a conexão em até três computadores simultaneamente;
Preço: R$239-299 (março/2020).

Link: https://www.logitechstore.com.br/mouses/mouses/mouse-sem-fio-logitech-mx-anywhere-2s

5. Microsoft Surface Arc

A Microsoft tem como tradição várias opções de mouses bons em seu catálogo. Infelizmente, não é o caso do Microsoft Arc. Apesar do design inovador e atraente, o mouse não atende tão bem as necessidades para o trabalho de arquitetos e designers, que exige conforto e precisão.

Principais características:
Qualidade: Bem construído, resistente e muito estiloso;
Botões: Os dois tradicionais e o scroll são acionados pelo toque, como um touchpad;
Ergonomia: Ruim. O mouse não dá suporte à mão como um todo, gerando esforço e desconforto nos dedos e no pulso;
Precisão: Suficiente, 1000dpi. No entanto, o design do mouse atrapalha a precisão do toque e dos movimentos;
Conexão: Sem fio, receptor USB e Bluetooth;
Bateria: 2 pilhas AAA;
Diferenciais: Design inovador, mas pouco prático para arquitetos e designers. Não funciona no Mac;
Preço: R$440-570 (março/2020).

Link: https://www.microsoft.com/accessories/pt-br/products/mice/microsoft-arc-mouse